Obs.: a página impressa não é necessariamente idêntica à página exibida na tela.
Voltar ao topo.
logo kuiudo topo

Coisas de Gaudério

Publicação:25/09/2012 21:30|Categoria:Gaúcho
 

Um baita de um vivente,  mais ou menos dois metros da espora aochapéu, entra no banheiro público, abre a braguilha da bombacha, e se põe a mijar.

Tem um tique nervoso, pisca de segundo em segundo e detesta quando falam do defeito.

A seu lado, um baixinho mijando e se piscando também, e ele prega o grito:
---- Qual é tchê, tá me arremedando?

---- Não senhor, é que tá me respingando nos olhos...


...........................

 

Um vivente chegou no bolicho edisse meio gritando:
---- Buenas e me espalho!

Nos pequenos dou de prancha e nos grande dou de talho!

Brandiu com o facão no balcão e encarou os olhos baixos e os gestos receosos dos freqüentadores.

Silêncio quase total, não fosse o nervosismo derrubando alguns copos.

Se gaúcho bem nascido não se achica, imaginem depois de duas mamadeiras de álcool.

Era o Simplício, no canto, meio derreado sobre a mesinha, a meia guampa e com a língua pesando uma tonelada.

Levantou-se, tropeçando nas próprias botas, e aproximou-se do valente.

---- Mas tu não filho da Gertrudes?

.--- Conhece minha mãe?! Perguntou o brigão.

---- Se conheço! Boa de rabo uma barbaridade..


E aí começou a peleia....

 

 

Compartilhe nas redes sociais:
CompartilharCompartilharTweetarPin itRecomendar


texto patrocinadores 2
25 ANOS DE SUCESSOAQUI É CHAPECooperativa CooperáguasDaiana Forros e DivisóriasErva-Mate FolleParisoto e Parisoto OdontologiaTressoldi Imobiliaria e IncorporadoraVolvo Dicave

texto curta o site